Novo ano, novas leituras! Selecionamos alguns dos principais lançamentos de janeiro de 2019, bem como algumas obras mais antigas que merecem sua atenção. Confira – e boa leitura:

1 – Dias de Abandono, Elena Ferrante (Biblioteca Azul, 184 páginas, R$ 39,90)
Após ler a incrível tetralogia napolitana de Elena Ferrante, sigo querendo ler outras obras da escritora italiana. Em Dias de Abandono, ela conta a história de Olga, uma mulher que descobre que seu marido a traiu, piorando a já deteriorada relação do casal. 

Dias de Abandono, de Elena Ferrante (Foto: Divulgação)

DIAS DE ABANDONO, DE ELENA FERRANTE (FOTO: DIVULGAÇÃO)

2 – Afiadas: Mulheres que Fizeram da Opinião uma Arte, Michelle Dean (Todavia, 416 páginas, R$ 74,90)
Hannah Arendt, Janet Malcolm, Joan Didion: essas são apenas algumas das incríveis mulheres sobre as quais a jornalista canadense Michelle Dean escreve em Afiadas. Misturando crítica e biografia, ela relembra a importância dessas figuras para a história dos Estados Unidos.

Afiadas, de Michelle Dean (Foto: Divulgação)

AFIADAS, DE MICHELLE DEAN (FOTO: DIVULGAÇÃO)

3 – Lá Não Existe Lá, Tommy Orange (Rocco, 304 páginas, R$ 49,90)
Considerado um dos melhores livros de 2018 pelo jornal norte-americano The New York TimesLá Não Existe Lá acaba de ganhar uma edição brasileira. Na obra, Tommy Orange, que é descendente de indígenas, aborda tragédia, tradição e identidade. 

Lá Não Existe Lá, Tommy Orange (Foto: Divulgação)

LÁ NÃO EXISTE LÁ, TOMMY ORANGE (FOTO: DIVULGAÇÃO)

4 – O Ano do Dilúvio, Margaret Atwood (Rocco, 472 páginas, R$ 54,90)
Da mesma autora do best-seller O Conto da Aia, a obra é a segunda de uma trilogia que foca em experiências genéticas e o descontrole da natureza em um futuro distópico.

O Ano do Dilúvio, Margaret Atwood (Foto: Divulgação)

O ANO DO DILÚVIO, MARGARET ATWOOD (FOTO: DIVULGAÇÃO)

5 – Boy Erased – Uma Verdade Anulada, Garrard Conley (Intrínseca, 320 páginas, R$ 49,90)
No livro de memórias, o norte-americano Garrard Conley conta como seus pais, que eram bastante religiosos, o mandaram para um programa de conversão após descobrirem que ele é gay. A história inspirou o filme Boy Erased, que chega aos cinemas no Brasil no fim deste mês.

Boy Erased (Foto: Divulgação)

BOY ERASED (FOTO: DIVULGAÇÃO)

6 – O Verão que Mudou Minha Vida, Jenny Han (Intrínseca, 240 páginas, R$ 39,90)
Antes do best-seller que inspirou o filme da Netflix, Para Todos os Garotos que Já Amei, Jenny Han escreveu a trilogia Verão, em que relata as aventuras românticas da jovem Isabel. O primeiro volume, O Verão que Mudou Minha Vida, será lançado no Brasil ainda em janeiro.

O Verão que Mudou Minha VIda, Jenny Han (Foto: Divulgação)

O VERÃO QUE MUDOU MINHA VIDA, JENNY HAN (FOTO: DIVULGAÇÃO)

7 – O Papel de Parede Amarelo e Outros Contos, Charlotte Perkins Gilman (Via Leitura, 95 páginas, a partir de R$ 18,90)
Um clássico da literatura feminista, o livro faz uma forte alegoria à opressão que as mulheres sofrem diariamente. A edição da Via Leitura traz ainda seis outros contos imperdíveis da autora.

Papel de Parede Amarelo e Outros Contos, Charlotte Perkins Gilman (Foto: Divulgação)

PAPEL DE PAREDE AMARELO E OUTROS CONTOS, CHARLOTTE PERKINS GILMAN (FOTO: DIVULGAÇÃO)

8 – Maria Stuart, Stefan Zweig (José Olympio, 393 páginas, a partir de R$ 62,90)
Aos 44 anos, Maria Stuart foi executada por ordens da prima, Elizabeth I. Desde então, sua história se integrou à da Escócia e à da Inglaterra, despertando a curiosidade de pessoas ao redor de todo o mundo, inclusive do austríaco Stefan Zweig, que assinou a obra.

Maria Stuart, Stefan Zweig (Foto: Divulgação)

MARIA STUART, STEFAN ZWEIG (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Agora, mãos a obra e ótima leitura !!! Aproveite as férias e aumente seus conhecimentos…

Fonte : Galileu

error: Conteúdo protegido por direitos autorais.